Coronavírus: Até onde vai a sua coragem de empreender?

Apesar do Coronavírus, quantas vezes diante de um ônibus lotado, um metrô cheio, um trabalho árduo, maçante, você não se imaginou tocando o seu próprio negócio?

Sim, vivemos um momento difícil. O coronavírus é um mal que além de ceifar vidas, fechou milhões de portas, deixando outros 13 milhões de brasileiros à deriva, sem “eira nem beira”, à procura de uma oportunidade. Oportunidade que tarda e nos desmotiva, mas não podemos deixar essa situação nos esmorecer.

A culpa, em parte, é sim do Coronavírus, mas principalmente da falta de governança que temos no Brasil. A falta de postura, de responsabilidade para com as milhões de vidas que se foram, por causa da inércia do Governo Federal em correr atrás das vacinas, por causa da falta de exemplos de nossos governantes municipais e estaduais, por causa da falta de bom senso de quem acredita que o Coronavírus é uma “invenção política e ideológica”, frequentando bailes e bingos por aí.

A culpa também é de governos passados, que nunca investiram no Brasil, nas áreas de saúde, educação, infraestrutura, dentre outras e a culpa também é nossa, pois quase sempre votamos nos mesmos que só nos desapontam.

Contudo, apesar do Coronavírus e de tudo mais, até onde vai a sua coragem de empreender? De sonhar e de lutar?

Apesar do Coronavírus e toda essa situação, até onde vai a sua garra? A sua resiliência?

Você já se fez essa pergunta? O quanto tudo isso te deixou mais forte?

Volte no tempo e pense: quantas vezes diante de um ônibus lotado, um metrô completamente cheio, um trabalho árduo, maçante, você não se imaginou tocando o seu próprio negócio, sendo seu próprio patrão e quem sabe, chamando a outros amigos e colegas para trabalhar?

O Coronavírus nos tirou muito, sem dúvida, e o principal foi nos privar da companhia de quem mais amávamos, mas com certeza, não nos tirou a coragem de lutar. De vencer, de não deixar a nossa toalha cair e nem tão pouco “pedir arrego”, como muitas vezes querem que façamos. Isso nunca!

Apesar do Coronavírus houve recorde de empresas abertas no Brasil

Tanto que em 2020, ano da pandemia, foram abertas 3.359.750 empresas, um aumento de 6,0% em relação a 2019 e um recorde histórico de abertura de empresas no país, conforme informações do Ministério da Economia. Embora 1.044.696 empresas tenham fechado as portas, 2,3 milhões empresas continuam ativas.

Apesar do Coronavírus, no fim do terceiro quadrimestre de 2020, existiam, no Brasil, 11.262.383 MEI’s ativos. Hoje, eles respondem por 56,7% do total de negócios em funcionamento no país. E sempre há espaço para mais uma.

Entre os segmentos, destacam-se:

Comércio de vestuário e acessórios (200.662 empresas abertas); Promoção de vendas (149.063); Cabeleireiros, manicure e pedicure (134.992); Fornecimento de alimentos preparados (110.261); Obras de alvenaria (108.135).

Você é o(a) senhor(a) da sua vida, do seu caminho. Você pode começar a mudar e a transformar cada dia por vez, cada minuto e cada pensamento, a partir do momento em que focar no seu plano de negócio, de carreira, de futuro.

Até onde vai a sua coragem de empreender? De lutar? De investir e divulgar o que sabe fazer de melhor? De acreditar no seu potencial, na sua capacidade?

Comece devagar, naquele cômodo da casa que sempre está vazio, aquele espaço que serve apenas para acumular objetos, aquele espaço que pode dar início a um grande e prazeroso negócio. Comece.

Steve Jobs, um inventor, empresário e magnata americano no setor da informática, começou o seu império na garagem dos pais, fazendo o que mais gostava. Você também pode fazer o mesmo. Essa é a sua chance.

Até onde vai a sua coragem de empreender?

Fernando Aires é jornalista pós graduado em Marketing.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *